Diabetes é uma doença grave – Cid Pitombo

Diabetes é uma doença grave

2022-06-28T15:41:09+00:00 28/06/2022|

O diabetes é uma doença que pode trazer consequências trágicas, e está entre as 10 principais causas de morte, com quase metade ocorrendo em pessoas com menos de 60 anos. Além disso, pode provocar cegueira, infarto, demência, amputação de pés ou pernas, perda dos rins, entre outros problemas.

Se as pessoas tivessem maior conhecimento sobre esses riscos, certamente ficariam mais dispostas a mudar seus hábitos alimentares, reduzindo a ingestão exagerada de açúcares, carboidratos e gorduras. A obesidade e o acúmulo de gordura visceral estão diretamente relacionados ao aparecimento de diabetes tipo 2, que é a que acomete 90% dos diabéticos.

Nem todo portador de obesidade vai ter a doença, mas as chances são maiores e diante do risco, todos devem buscar tratamentos. As pessoas deveriam fazer medição anual das suas taxas de glicose para melhor controle. Nas crianças e jovens, e mesmo quem não tem sobrepeso, a palavra é prevenção. Adotar hábitos saudáveis de vida, como se alimentar bem e praticar atividades físicas é fundamental. O açúcar e o sal, dois grandes venenos da alimentação atual, estão presentes em muitos alimentos processados e industrializados. O primeiro passo para cuidar da saúde é deixar de lado as comidas prontas que estão no mercado.

Obesidade provoca diabetes?

Além da obesidade, outros motivos do aumento do número de pessoas acometidas pelo diabetes no Brasil são o consumo excessivo de álcool, normalmente rico em carboidratos e hipertensão arterial. Neste cenário, o cuidado e a educação são essenciais para evitar que uma verdadeira epidemia fuja do controle em escala global. Hoje, a glicose alta mata 6,7 milhões de pessoas por ano.

A International Diabetes Federation (IDF) divulgou novos números que destacam o crescimento alarmante na prevalência de diabetes. Os dados da 10ª edição do Atlas de Diabetes da IDF mostram que em 2021, o Brasil foi o sexto país com mais diabéticos no mundo, com 15,7 milhões de pacientes com a doença. Em 2045, esse número pode subir para 23,2 milhões.

9 PRINCIPAIS DOENÇAS QUE PODEM SURGIR EM DIABÉTICOS:

• Doença cardiovascular

O diabetes aumenta consideravelmente o risco de desenvolver vários problemas cardiovasculares, como doença arterial coronariana com dor no peito (angina), ataque cardíaco, derrame e estreitamento das artérias (aterosclerose).

• Lesões nervosas (neuropatia)

O excesso de açúcar pode lesar as paredes dos minúsculos vasos sanguíneos (capilares) que nutrem os nervos, especialmente nas pernas. Isso pode causar formigamento, dormência, queimação ou dor que geralmente começa nas pontas dos dedos das mãos ou dos pés e se espalha gradualmente para cima. Se não for tratada, o paciente pode perder toda a sensação dos membros afetados. Danos aos nervos relacionados à digestão podem causar problemas como náuseas, vômitos, diarreia ou prisão de ventre. Para os homens, pode levar à disfunção erétil.

• Lesões renais (nefropatia)

Os rins contêm milhões de pequenos aglomerados de vasos sanguíneos (glomérulos) que filtram os resíduos do sangue. O diabetes pode danificar esse delicado sistema de filtragem. Danos graves podem levar à insuficiência renal ou doença renal em estágio terminal irreversível, que pode exigir diálise ou transplante renal.

• Lesões oculares (retinopatia)

O diabetes pode danificar os vasos sanguíneos da retina (retinopatia diabética), podendo levar à cegueira. O diabetes também aumenta o risco de outras doenças graves da visão, como catarata e glaucoma.

• Danos no pé

Danos nos nervos dos pés ou fluxo sanguíneo insuficiente para os pés aumentam o risco de várias complicações nos pés. Se não forem tratados, os cortes e bolhas podem desenvolver infecções graves, que geralmente curam mal. Essas infecções podem exigir amputação do dedo do pé, pé ou perna.

• Condições de pele

O diabetes pode trazer problemas de pele, incluindo infecções bacterianas e fúngicas.

• Deficiência auditiva

Os problemas de audição são mais comuns em pessoas com diabetes.

• Doença de Alzheimer

O diabetes tipo 2 pode aumentar o risco de demência, como a doença de Alzheimer. Quanto pior o controle de açúcar no sangue, maior o risco parece ser. A demência traz perda de memória, concentração, atenção, agressividade, entre outros problemas.

• Depressão

Os sintomas da depressão são comuns em pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2. E a depressão pode afetar o controle do diabetes, piorando a situação do doente.