Obesidade 2017-11-07T22:30:10+00:00

Obesidade

Compartilhe essa página

Facebook
Twitter
Whatsapp

O que é

O paciente é definido como obeso mórbido quando apresenta índice de massa corporal (IMC) maior que 40kg/m2, ou maior que 35kg/m2 associado a fator de >co-morbidade, como hipertensão, diabetes, etc.

O IMC é calculado pelo peso, dividido pela altura elevada ao quadrado.

Exemplo: Um paciente pesando 150kg, com altura de 1m e 60 cm tem IMC de: 150 dividido por (1,60 ao quadrado) =  150 dividido por 2,56 = 58,59.

Então, pacientes com IMC>40, assim como pacientes com IMC>35 com fator(es) de co-morbidade associados, são possíveis candidatos à abordagem cirúrgica.

Principais causas

Os pacientes que se enquadram, nos critérios acima são denominados obesos mórbidos porque o peso excessivo aumenta a possibilidade de você desenvolver morbidades quando comparado às pessoas que se encontram dentro da sua faixa de peso proporcional à sua altura. Morbidade são aquelas doenças que você poderá desenvolver em função da sua obesidade, tipo diabetes, hipertensão etc., que são na verdade, doenças que a curto prazo não matam, mas a longo prazo diminuem sua expectativa de vida. Daí o nome Obesidade Mórbida, porque o nível de obesidade destes pacientes leva, em maior frequência, o desenvolvimento de Morbidades.

Prevenção

Uma pessoa , tipicamente, atribui a obesidade à um hábito alimentar inadequado exagerado, desproporcional ao de uma pessoa “normal”.

Muitos médicos e psicólogos atribuem a problemas psicológicos, degradação moral, perda do autocontrole, etc.

Pacientes obesos, muitas vezes, são taxados de feios, lerdos, desleixados, preguiçosos, pessoas com problemas internos. E ISTO NÃO É VERDADE!

O que é ter uma doença?

Doença implica no desenvolvimento de alguma forma de falha de funcionamento, causada por fatores diversos como infecção, câncer, origem genética etc. É, normalmente, associada à produção de danos ao corpo e, usualmente, pode estar acompanhada de sofrimento e até a morte. Obesidade mórbida, se encaixa nestes critérios:

  • Existe uma forte predisposição genética.
  • Produz mau funcionamento nos mais diversos órgãos e sistemas.
  • Muitas vezes produz sofrimentos.
  • Resulta em uma substancial mortalidade ( aumento na chance de morrer).